Seminário de História da América II

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Centro de Ciências Sociais

Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFHC) Departamento de História

Prof. Rafael Araujo. E-mail: rafa.ara@gmail.com

Dias e horários das aulas: Quartas-feiras das 15h:10 às 17h:40 e Sextas-feiras das 15h:10 às 16h


Seminário de História da América II

Título da disciplina: Crises, insurreições e revoluções na América Latina nos séculos XX e XXI

Ementa

A disciplina possibilitará análises comparativas e interconectadas dos processos revolucionários, das crises políticas e das insurreições populares transcorridas na América Latina entre 1959 e 2019. Analisaremos as histórias e as historiografias das revoluções cubana e chilena com intuito de compreender as motivações dessas revoluções e seus impactos na América Latina entre as décadas de 1960 e 1970. Objetivaremos, ainda, analisar as possíveis influências dessas revoluções nas rebeliões, revoluções e insurgências populares latino-americanas ocorridas entre 1998 e 2019. Da mesma forma, teceremos um olhar comparativo sobre as revoluções bolivariana (Venezuela) e democrática e cultural (Bolívia) com o intuito de buscar as suas simetrias, as suas diferenciações e as razões para o desgaste e/ou esgotamento desses dois importantes processos políticos da América Latina no século XXI. Por fim, analisaremos as insurreições ocorridas no Chile, Colômbia e Equador no 2º semestre de 2019.

Objetivos

  1. Analisar as revoluções cubana e chilena com o intuito de identificar suas influências sobre as esquerdas latino-americanas nas últimas seis décadas;
  2. Avaliar os processos de redemocratização do Cone Sul na década de 1980 e as possíveis motivações para a crise da representação política no final do século XX;
  3. Refletir sobre as motivações para as insurreições populares e revoluções políticas e/ou culturais na América Latina nas duas primeiras décadas do século XXI;
  4. Possibilitar ao discente o desenvolvimento de conceitos e habilidades sobre as esquerdas para o ensino de História da América;

Metodologia

Os estudos buscarão subsidiar e promover reflexões sobre conceitos e perspectivas analíticas dos processos históricos a serem analisados. Privilegiaremos as análises comparativas, intercruzadas e interconectadas dos temas refletidos em sala de aula. Os conteúdos serão abordados de forma integrada, por meio de aulas expositivas e apreciações grupais dos textos indicados com o intuito de promover a participação crítica dos discentes. Documentações também serão analisadas em nossas aulas.

Avaliações

Estudos dirigidos (2,0 pontos), seminário (3,5 pontos) e artigo final (4,5 pontos)

Plano de curso

Unidade I – As Revoluções Cubana e Chilena e suas influências nas esquerdas latino- americanas

11/03: Apresentação do programa da disciplina, metodologia e avaliações.

18/03: Greve Nacional da Educação

20/03, 25/03 e 27/03: A Revolução Cubana, o debate da luta armada e as esquerdas latino- americanas nos séculos XX e XXI – Texto 1 + estudo dirigido

01/04, 03/04 e 08/04: A via chilena para o socialismo e as esquerdas latino-americanas nos séculos XX e XXI + estudo dirigido – Textos 2 e 3

08/04: Seminários

Temas:

  1. – As influências da Revolução Cubana nas esquerdas latino-americanas nos séculos XX e XXI
  2. – O programa da Unidade Popular e a sua atualidade para as esquerdas do século XXI

Bibliografia da Unidade I – Texto 1: WILLIAMSON, Edwin. História da América Latina. Lisboa, Edições 70, 2016. Capítulo 12. Texto 2:                                           _, Op. Cit. Capítulo 14. Texto 3: BORGES, Elisa de Campos e VASCONCELOS, Joana Salém. Cuba e Chile: Diálogos Revolucionários para a América Latina. IN: SALES, Jean, ARAUJO, Rafael, MENDES, Ricardo e SILVA, Tiago. Revolução Cubana: Ecos, Dilemas e Embates na América Latina. Aracaju, Editora IFS, 2019. Pp. 246-273.

Leitura Complementar Obrigatória (Docente convidado): SALES, Jean Rodrigues. Entre a Revolução e a Institucionalização: uma História do Partido Comunista do Brasil (PC do B). São Paulo, EDUSP, 2020. Parte II.                                                            

Unidade II – Redemocratizações, neoliberalismo e crises

15/04 e 17/04: As redemocratizações sul-americanas nas décadas de 1980 e 1990 e os desafios para as esquerdas – Texto 4 + documentário

22/04, 24/04 e 29/04: Neoliberalismo: justificativas, crises e desajustes sociais na América Latina- Textos 5 e 6

01/05: Dia do trabalhador

06/05 e 08/05: Neoliberalismo: justificativas, crises e desajustes sociais na América Latina- Textos 5 e 6 + estudo dirigido

08/05: Seminários

Temas:

  • – Redemocratizações, História e Memória no Cone Sul: estudo de caso (livre escolha) 4 – Neoliberalismo e as suas crises sociais: os casos chileno e venezuelano

Bibliografia da Unidade II – Texto 4: CUEVA, Agustín. La cuestión democrática en América Latina: algunos temas y problemas. Revista de Estudos Avançados, 1988, Pp. 41-77. Texto 5: HARVEY, David. O neoliberalismo – história e implicações. São Paulo, Edições Loyola, 2011, 2ª Edição. Introdução e capítulo 3. Texto 6: BORON, Atílio A. Estado, capitalismo y democracia en América Latina. Buenos Aires, CLACSO, 1ª Edição. 2004. Introdução.

Unidade III: Insurreições populares, revoluções e crises políticas na América Latina no século XXI

13/05 e 15/05: Seminário 50 anos da vitória da Unidade Popular na UFF + A Revolução Bolivariana na Venezuela e suas crises (1989-2019)- Texto 7

20/05 e 22/05: A Revolução Bolivariana na Venezuela e suas crises (1998-2019) – Textos 7 e 8

27/05 e 29/05: A Revolução Democrática e Cultural na Bolívia e o golpe contra Evo Morales (2001-2019) – Texto 9

03/06 e 05/06: A Revolução Democrática e Cultural na Bolívia e o golpe contra Evo Morales (2001-2019) – Texto 10

10/06 e 12/06: Crises políticas e as rebeliões populares no Chile entre 2011 e 2019: uma brecha revolucionária? – Texto 11

17/06 e 19/06: Crises políticas e as rebeliões populares no Chile entre 2011 e 2019: uma brecha revolucionária? – Texto 12

24/06 e 26/06: Participação em congresso

01/07: Seminários

Temas:

5 – As revoluções bolivariana e a democrática e cultural: possíveis comparações

6 – As insurreições de outubro de 2019 na América Latina: comparações e interconexões dos casos chileno, colombiano e equatoriano,

03/07: Flexibilidade

08/07: Fechamento da disciplina e entrega do artigo final

15/07: Prova final

Bibliografia da Unidade III – Texto 7: MAYA, Margarita López. Del viernes negro al referendo revocatorio. Caracas, Alfadil Ediciones, 2006. Capítulos 3 e 9. Texto 8: LANDER, Edgardo. Venezuela: a experiência bolivariana na luta para transcender o capitalismo. Disponível em: https://movimentorevista.com.br/2017/11/venezuela-bolivarianismo-chavez-maduro-socialismo-capitalismo/ Acesso: Março/2020. Texto 9: Bolívia: LINERA, Alvaro Garcia. A potência plebeia. São Paulo, Boitempo Editorial, 2010. Capítulo 06. Texto 10: STEFANONI, Pablo. Bolívia Después de Evo. Disponível em: https://www.fundacioncarolina.es/wp-content/uploads/2019/11/AC-29.pdf Acesso: Março/2020. Texto 11: DELAMAZA, Gonzalo. Pensamiento político en el proceso de transición (1990-2010). IN: JAKSIC, Iván, GAZMURI, Susana (Editores). História política de Chile, 1810-2010. Tomo IV – Intelectuales y pensamiento político. Santiago, FCE, 2018. Capítulo X. Texto 12: VERGARA, Gabriel Salazar. El «reventón social» en Chile – Una mirada histórica. Disponível em: https://nuso.org/articulo/protestas-Chile-estudiantes-neoliberalismo/ Acesso: Março/2020.

Leitura Complementar Obrigatória (Docente convidado): CORREA, Bernardo. Chile: O Paraíso neoliberal em chamas. Disponível em: https://portaldelaizquierda.com/pt_br/2019/10/chile-o-paraiso-neoliberal-em-chamas/ Acesso: Novembro/2019 e ROSA, Charles e DUTRA, Israel. Una rebelión popular contra el neoliberalismo. Disponível em: https://portaldelaizquierda.com/2019/10/una-rebelion-popular-contra-el-neoliberalismo/ Acesso: Outubro/2019.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *